Rezar pelo Twitter deve ser engraçado

Confesso que fiquei surpreso com esta notícia dada pelo IOL Diário. Não era a igreja católica que era contra o uso da internet? Limito-me a transcrever aquilo que para muitos pode ser uma palhaçada total, e poderia estar arquivado na categoria humor do GlobPT.

O cardeal Sean Brady, da Igreja Católica na Irlanda, aconselhou os fiéis a rezarem pelo Twitter. O líder da Igreja considerou esta e outras vias, através da Internet, como um excelente veículo para espalhar orações, tipicamente ao estilo do século XXI, segundo revela o jornal «The Times».

http://i.zdnet.com/blogs/twitter_fail_whale.png

Sean Brady incentivou o uso do Twitter ou e-mail como sendo óptimos veículos para espalhar orações entre as pessoas.

Numa altura em que os jovens vivem cada vez mais em função das novas tecnologias, o cardeal defende que a rede social de envio de mensagens pode igualmente ser utilizada para enviar orações, «todos os dias dêem a alguém o dom da oração através de textos do Twitter ou de e-mails», apelou o cardeal.

Sean Brady dirigiu-se sobretudo aos jovens, dizendo aos utilizadores destas redes da Internet para desligarem as televisões, os computadores e os telemóveis de forma a rezarem mais vezes.

O cardeal falou nas comemorações do centenário da vida do padre Patrick Peyton, tendo este ficado conhecido como «o padre do rosário». «O padre Peyton tinha o dom de usar os meios mais actuais da comunicação social», contou.

Certo de que «se houvesse telemóveis na altura, o padre Peyton teria utilizado as mensagens e o Twitter», o cardeal aproveitou para apelar à oração a todos os cristãos da Irlanda. «Eu apelo-vos para pensarem sobre formarem grupos de oração entre os vossos amigos, usando esta tecnologia moderna de comunicação».

Segundo o cardeal Brady, «não é sempre fácil rezar, mas vale sempre a pena».

2 Comments on Rezar pelo Twitter deve ser engraçado

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*