Vaticano revela amor pela web…

Deve ser a primeira em que estou de acordo com a igreja católica. Deixem a igreja fora da web, cada um tem as suas crenças e não precisa de andar a invadir a rede com elas. Toda a gente sabe que a igreja é um assunto controverso e pode gerar mais guerrinhas desnecessárias a este novo mundo. Iríamos ter hackers religiosos e em vez de vermos guerras nos países em confrontos religiosos, todos os dias iríamos ver nas notícias site .catolic hackeado. E a terminação .PAZ não me parece nada adequada à igreja… A notícia que desencadeou este comentário está mais abaixo.

Photobucket

A definição de novos nomes de domínio é uma competência do ICANN, organismo americano que tem vindo a estudar a possibilidade de aumentar o leque de opções hoje disponíveis. Antes que a decisão do organismo se faça por caminhos religiosos, o Vaticano decidiu desde já expor a sua posição e mostrar que se opõe a qualquer avanço na sua área de acção.

Segundo defendeu um porta-voz, criar domínios de topo de carácter religioso obrigaria o ICANN a abandonar uma posição de neutralidade pois teria de definir quem estava ou não habilitado a explorar moradas dentro de domínios como .catolic, .islam, entre outros.

Os últimos domínios de topo aprovados pelo ICANN passaram a permitir o registo em endereços com terminações como .aero, biz, .pro, museum, entre outros. MSN.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*