Continua o roubo

Segue-se uma notícia retirada do site Tek.Sapo que diz que a Microsoft vai ser ajudada financeiramente pelo Estado Português, porque este demonstra não deter conhecimentos tecnológicos para conseguir perceber o quanto está a ser idiota ao comprar produtos, que há iguais ou melhores gratuitos. Produtos OpenSource nas escolas era o virar das mentalidades.

Na próxima segunda-feira, a Microsoft e o Ministério da Educação vão reforçar o acordo que detêm no âmbito do programa Partners in Learning.

O protocolo a assinar não pressupõe um novo memorando de entendimento entre as duas partes, mas sim um prolongamento dos trabalhos que têm vindo a ser efectuados nos últimos quatro anos. Como tal, a Microsoft Portugal e o Ministério da Educação comprometem-se a renovar os votos de parceria já estabelecidos, alargando-os para os próximos cinco anos.

Isto contribui para a velha história, todos usam vou ter de usar também, ou seja vou piratear porque não tenho suficiente para comprar o software original da Microsoft. Eu cá uso OpenOffice e gosto bastante é uma alternativa gratuita ao Word com a mesma qualidade.

Digo só mais uma coisa, será que estes negócios convêm ao Estado para justificar a saída de dinheiro dos cofres e o dinheiro ser desviado para outros sítios? É que não estou a ver mais nenhuma ideia, porquê continuar na ignorância com tanta gente a falar e a explicar o que se devia fazer nesta situação? Alguém explica?

6 Comments on Continua o roubo

  1. Tanta coisa com a inovação tecnológica e não evoluímos nisto. 🙄
    É que além de ser moralmente ético, saí (muito) mais barato ao Estado.

  2. Na segunda linha estava a falar de Software livre, claro. Esqueci-me de referir isso.
    Desculpem lá o duplo comentário. 😛

  3. se queriam torrar dinheiro que o fizesse com o corel wordperfect office, que é bem melhor que o M$ e o Open…
    A ser gratuito, o Open ou Abiword+Gnumeric+…, por exemplo

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*