Um país “kolto”

Disse o Tiago Cruzeiro por aí (e muito bem, devo acrescentar) que tem por hábito (a meu ver bom!) de: «quando vejo algum erro ortográfico ou de construção sintáctica nalgum post seja de quem for ir editar o post…».

Pela minha parte, Tiago, estás à vontade, sempre que houver nos meus posts algo menos correcto, podes e deves fazer essa correcção, que desde já muito agradeço, até porque (e não me estou a justificar) «errar é humano» e…  quem nunca errou? Errar não é nenhum drama. É uma faceta da condição humana. Portanto, o crime não é o erro. É insistir nele e não mudar.

camoes

E por falar em mudanças, acabei de ver um clip da RTP que demonstra o quanto o nosso país sofre de crónica ignorância, iliteracia e sei lá do que mais e…  Ri-se. Que falta de auto-estima!

Enfim, que hajam muitos Tiagos Cruzeiros com orgulho na forma como escreve e nos conteúdos para além da estética, pois este país necessita urgentemente de se valorizar, de se orgulhar da sua língua, do seu passado e de repensar o futuro: um futuro em que poderá ser tão bom, ou melhor que todos os outros.

3 Comments on Um país “kolto”

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*