SIC recupera segundo lugar em ano de reforço da TVI

Há um ano, Nuno Santos transitava de uma RTP1 com 25,2 por cento de share para uma SIC que pela primeira vez em 15 anos estava na terceira posição dos canais generalistas mais vistos. O ano de 2008 termina agora com a SIC novamente em segundo lugar, com 24,9 por cento de share e com a RTP1 com 23,8 por cento (dados da Marktest até 28 de Dezembro). Sem surpresas, a TVI continua a dominar e reforçou mesmo a sua quota de mercado, com 30,5 pontos de share contra os 29 de 2007. A RTP2 tem 5,6 pontos, uma melhoria em relação a 2007, em que tinha 5,2 pontos.

sic-logo

Na SIC, foi o ano de Zé Carlos, de Momento da Verdade, de Rebelde Way e da Taça de Portugal, de Podia Acabar o Mundo ou de Não Há Crise, mas também do regresso de Roda da Sorte. Na RTP1, 2008 ficou marcado por Vila Faia, Os Contemporâneos, Telerural, Olha Quem Dança ou A Minha Geração. A TVI pôs fim a novelas como A Outra e Fascínios, continuou com Morangos com Açúcar, estreou Equador, recuperou Manuela Moura Guedes e criou debate com Cartas na Mesa, além do humor de Caia Quem Caia e do Euro 2008.

“Este ano todos os olhos estavam postos na SIC”, constata Nuno Santos, director de programas do canal de Carnaxide. “O primeiro objectivo era recolocar a SIC na segunda posição. Está alcançado”.

Mas houve verdadeira mudança na televisão? Com uma nova direcção na SIC, “não há nada de extraordinariamente novo”, diz Francisco Rui Cádima, professor na Universidade Nova. Cádima considera que houve um reforço na informação, com continuação anunciada para 2009, o que “faz a SIC reencontrar o seu percurso de origem”. O segundo lugar “é uma vitória”, mas “está tudo por demonstrar na qualidade da oferta, na filosofia e ética de antena e do reencontro do público em 2009. Esse é que será o grande desafio”.

Em 2008, um ano “clarificador” para Nuno Santos, a SIC foi a estação mais regular na média anual dos resultados globais do dia e horário nobre (24,9 e 24,2 por cento, respectivamente), mas desde Setembro perde o segundo lugar para a RTP1. Enquanto Cádima dá os “parabéns” a Nuno Santos, Eduardo Cintra Torres, crítico de TV do PÚBLICO, nota que este “cometeu erros graves”, nomeadamente com os títulos que colocou antes e depois do “programa mais importante da estação”, o Jornal da Noite.

Nuno Santos assume que parte do seu trabalho este ano foi de reorganização de horários e cumprimento de compromissos herdados da direcção de Francisco Penim, como é o caso de Rebelde Way. E refere que houve “produtos que defraudaram” as suas expectativas, mas também outros que o surpreenderam pela positiva, in público.

Diria como o artigo refere que a oferta televisiva pública veio a melhorar ao longo de 2008 chegando agora a 2009 com uma variedade de programas mais alargada bem como uma qualidade relativamente melhorara. E os nossos visitantes que comentários têm a fazer a esta recuperação por parte da sic? Que programas mais vos agradaram nesta “nova” sic?

4 Comments on SIC recupera segundo lugar em ano de reforço da TVI

  1. Esse homem (Nuno Santos) é um bacano, aposta em programas fixes em vez daqueles que dão mais audiência (a merd* das novelas da TVI) se bem que acho que ele conseguiu mais na RTP do que na SIC, não me parece que os programas da Sic sejam tão bons como os da RTP, mas também o que conta não é a qualidade pois veja-se tá a TVI á frente

  2. o programa q meteram antes das noticias é, basicamente, uma arma de arremesso contra o governo. ao “bom” estilo do “cqc” da tvi, o balsemão já tinha avisado que ia fazer isso se o governo avançasse com o quinto canal. prometeu, cumpriu.

  3. 😀 acho que a Sic melhorou muito desde e 2008 até agora ,so tenho um pedido a fazer que as novelas da noite sejam passadas mais cedo, porque sou fã das novelas da SIC ,ADORO CAMINHO PARA A INDIA E PODIA ACABAR O MUNDO mas com a mudança de horário não consigo assistir PODIA ACABAR O MUNDO ,POR FAVOR que as novelas comecem as 22h o CAMINHO PARA AS INDIAS e23h PODIA ACABAR O MUNDO.Sou fiel ao canal de Carnaxide e gostaria de continuar .Por favor não mudem os horários das programações . Beijinhos.

  4. Para quê começar a ver um programa na SIC? …Gosto do canal mas continuo a achar que o principal erro da SIC é o facto de não ter uma programação regular… Fazem publicidade, captam a atenção dos espectadores, mas se o share não for logo promissor, cortam os programas ou mudam as suas horas desmedidamente e vezes sem conta!
    Não estão a dar tempo ao espectador para decidir se vale a pena deixar de ver o seu programa habitual para passar a ver o novo produto criado pela estação.
    Ultimamente ando com a sensação que a SIC não passa de uma estação desesperada a disparar para todo lado, esperando acertar em alguma coisa!
    Por favor, sejam mais profissionais!

    A “RebeldeWay” é uma boa novela e não é assim tão vazia de conteúdo como por aí consta, o “Salve se quem puder” também não é mau, “Cenas de um casamento” é de partir o coco, o TGV parece promissor, as novelas repetidas são literalmente suicídio!

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*