Testes de ADN confirmaram morte de Steve Fossett

Dois ossos grandes tinham sido encontrados em Outubro junto aos destroços do avião de Steve Fossett, na Califórnia. Os teste de ADN confirmaram agora que se trata dos restos mortais do aventureiro com vários recordes mundiais da aviação que estava desaparecido desde Setembro de 2007.

Fossett não voltou a ser visto desde o dia em que partiu para um voo solitário num avião ultraleve sobre a serra Nevada, na fronteira entre o estado do Nevada e a Califórnia. As primeiras buscas não deram resultado, até que, no mês passado, um caminhante encontrou documentos e uma camisola de Fossett.

Não demorou muito até que as equipas de buscas encontrassem também os destroços do avião, e depois dois ossos. Primeiro houve dúvidas. Os ossos seriam de Fossett ou de um animal selvagem? Na noite de segunda-feira chegou a confirmação. “Um laboratório do Departamento de Justiça da Califórnia concluiu que o ADN encontrado nos ossos corresponde ao de James Stephen Fossett”, anunciou a polícia da Califórnia.

Os ossos tinham sido encontrados a cerca de 800 metros dos destroços do avião, que terá embatido numa montanha na serra Nevada. Fossett já tinha sido declarado morto, em Fevereiro. Na semana passada, a viúva, Peggy Fossett, referiu-se à descoberta como “mais um passo na investigação do trágico acidente que levou a vida de Steve”.

Fossett bateu 116 recordes, entre os quais o da volta ao mundo em balão sem paragens, em 2002, ou a volta ao mundo num avião ultraleve sem parar para abastecer, em 2005.
Steve Fossett desapareceu em Setembro de 2007, quando partiu sozinho para sobrevoar a Serra Nevada, na Califórnia. In Jornal Público de 5/11/08.

2 Comments on Testes de ADN confirmaram morte de Steve Fossett

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*