Já que andamos numa de falar de música…

… Fiquei a pensar porque é que hoje em dia avaliamos uma música pela letra que tem. Aliás, pelo tamanho da letra que tem, porque letras sem qualquer sentido (no sentido (passo a redundância) de despoletar em nós sentimentos) são as mais ouvidas e “amadas”…

Por isso decidi voltar uns 8 anos atrás no tempo para vos dar a conhecer/relembrar que não é preciso grandes palavras para uma música nos tocar (ou pelo menos a mim 🙂 ).

A música de que falo é a Giving Up The Ghost que faz parte da versão UK do album Movement in Still Life do Brian Transeau (BT). A letra resume-se a:

It’s time to give up the ghost.
It’s time to give up the ghost.

I don’t wanna die.
I wanna dance.
(repeat)

Parece uma letra demasiado curta? Bem, na minha opinião, não é a letra que faz uma música: apenas preenche o espaço deixado pela melodia. 🙂

PS: Infelizmente, não consegui arranjar nenhum vídeo no YouTube com esta música, mas ouvi dizer que ela anda aí pela Internet. 🙂 Se a encontrarem em algum sítio legal, façam o favor de me avisar que adiciono ao post.

6 Comments on Já que andamos numa de falar de música…

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*