Cerveja influencia sucesso dos cientistas

Cerveja Quanto mais cerveja um cientista consumir, menores são as hipóteses de ver a sua pesquisa publicada numa revista científica ou citada por outro investigador, defende um estudo realizado na República Checa.

De acordo com o estudo, um cientista que beba duas ou três cervejas por ano tem mais probabilidades de ver o seu trabalho reconhecido no meio científico do que outro que beba mais de duas por dia.

Isto porque o desempenho científico diminuiu de forma constante à medida que o consumo de cerveja vai aumentado, conclui o autor Tomas Grin, um ornitólogo da Universidade Palacky da República Checa.

Para chegar a esta conclusão, Grin analisou os hábitos de consumo de cerveja dos seus colegas ornitólogos em 2002 e 2006, tendo obtido resultados iguais das duas vezes.

«Fiquei realmente surpreendido», disse Grin ao “New York Times”, acrescentando que as suas observações nos bares e restaurantes da República Checa suportam a relação que encontrou.

Cerveja

No entanto, o investigador sublinha que a correlação entre beber cerveja e o desempenho científico, apesar de documentada, não é explicada pelo estudo.

Ou seja, existe a possibilidade de não ser o consumo de cerveja a provocar o insucesso científico, mas apenas o oposto.

O estudo foi publicado em Fevereiro na prestigiada revista científica Oikos.

 

Fonte: Ciberia

2 Comments on Cerveja influencia sucesso dos cientistas

  1. Parece-me que não seria necessário um estudo destes para demonstrar tais resultados.

    Vejamos,

    Se um cientista bebe mais então passa mais tempo no WC.

    Passar mais tempo no WC implica menos estudo.

    Ora,
    se estuda menos então o insucesso científico é garantido.

    Trivial, não?
    E andam estes tipos a perder tempo com estudos destes ao invés de beberem uns copos…tssss….tsssssss.

    hic…hic…hic…

    😀

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*