Baterias de iões de lítio são perigosas

O alerta foi lançado por um perito japonês: é necessário reformular a tecnologia que está na base das baterias de iões de lítio, por questões de segurança.

Segundo Masataka Wakihara, investigador do Instituto de Tecnologia de Tóquio, as baterias que iões de lítio são perigosas e não estão capacitadas para levar a cabo as tarefas que, por norma, costumam ser executadas nos computadores portáteis e telemóveis tradicionais, noticia o The Times.

O investigador japonês denuncia a existência de uma falha crítica na “arquitectura” das baterias de iões lítio. Wakihara acrescenta que a solução desta falha implica alteração de métodos de produção das principais fábricas de baterias.

O alerta, que mereceu o apoio de outros especialistas na matéria, vem no seguimento dos vários casos de recolha de baterias defeituosas – os mais conhecidos foram protagonizados em 2006 pela Sony e, na semana passada, pela Nokia.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*